Caixa firma acordo com consulados pelo mundo para facilitar resgate

RIO – Brasileiros que moram no exterior e têm contas inativas com saldo do FGTS também podem retirar os recursos, assim como os residentes no país começaram a fazer na última sexta-feira. Mesmo quem não é cliente da Caixa Econômica poderá sacar os recursos sem precisar vir ao Brasil, graças a um acordo firmado pela instituição com 54 consulados de 24 países.

Américas, Ásia, Europa e Oceania têm postos disponíveis. Apenas nos países africanos não há consulados que tenham feito acordo com a Caixa.

Confira aqui os consulados que firmaram acordo com a Caixa.

É preciso imprimir o formulário de “Solicitação de Saque do FGTS”, disponível para download no site da Caixa (clique aqui), e comparecer a um posto consular brasileiro com o documento devidamente preenchido.

Nele, devem-se informar dados do trabalhador como nome, número da carteira de trabalho e PIS/PASEP, além de informações que identifiquem os vínculos empregatícios, como nome e CNPJ do empregador e datas de admissão e desligamento.

O trabalhador também precisa fornecer informações para autorizar o depósito em contas de outros bancos. Para tanto, é necessário preencher nome, identidade e CPF do titular da conta, endereço, nome da instituição, números de agência e conta bancária.

Caso o cidadão não tenha mais conta no Brasil, ele pode indicar os dados bancários de uma terceira pessoa de confiança.

O procedimento para clientes da Caixa Econômica Federal é semelhante. É preciso entrar no site do banco e habilitar a conta para recebimento automático, conforme calendário estipulado pela Caixa de acordo com meses de nascimento, cujo prazo final é 31 de julho.

Caso o cidadão tenha conta-poupança e conta corrente, deve-se informar também em qual das duas o dinheiro deve ser depositado.

Para solicitar o saque, no entanto, é preciso estar atento ao calendário divulgado pela Caixa. Na última sexta-feira (10 de abril), começou o prazo de saque para nascidos em janeiro e fevereiro. A partir de 10 de abril, quem nasceu em março, abril e maio poderão retirar os recursos. De 12 de maio em diante, é a vez dos nascidos em junho, julho e agosto. Já em 16 de junho, o dinheiro estará disponível para pessoas de setembro, outubro e novembro. Nascidos em dezembro, só podem solicitar a partir de 14 de julho.

 

Fonte: oglobo.globo.com